Entre dois mundos: Baniwa e Escola Pamáali na Revista National Geografhic Brasil

 

Um menino mergulha no rio Içana diante da aldeia, que fica a três dias de barco do município mais próximo: a internet já chegou a esse cenário idílico da Amazônia.

Por Eduardo Petta
Foto de Carolina da Riva

Criador de uma escola revolucionária, o povo baniua, do noroeste do Amazonas, dá um exemplo de relação indígena civilizada e produtiva com a sociedade moderna.

“De fato, os baniua descobriram o Google, e sem abrir mão da vida na floresta. O equilíbrio entre essas duas experiências tão contrastantes pode ser sua grande lição para o mundo”.

Clique aqui  para ler o texto na integra na página da Revista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s