A emoção de voar no espaço e cair nas águas do rio.

Depois de brincar com bola, já é hora de tomar banho para depois poder  comer quinhapira com os pais e irmãos. OS meninos descem para a beira da comunidade. Só que para sairem do banho não vai ser tão rápido como se pensa. Porque?  Uma corda amarrada na copa da árvore está ali esperando eles. E lá vão eles curtir aquela emoção inexplicável.

Já vim mais velhos tentando. Só que alguns se esquecem de que aquela diversão faz parte do banho dos meninos. E acabam caindo na água mesmo não querendo. Mas, quem diz que tomar banho de rio é ruim.

Quando era garoto organiza uma turma de amigos descíamos no porto da nossa comunidade para pular de árvore. Existiam várias categorias. Desde o simples pulo até o mais difícil, que era pular de cabeça na água. Do mais baixo para o mais alto. Assim que conseguia quebrar um record ali era o mais respeitado. Mas, todos queria ou conseguiam chegar no mesmo nível. Risco?

Como é bom essas brincadeiras que vamos deixando ao longo da vida.

 

Foto: Carol da Riva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s