Escolas Baniwa em busca de sustentabilidade

DSC04476

Alunos da Escola Maadzero, da comunidade Tunuí Cachoeira, cuidando da sala de aula e fazendo plantio de nova roça da escola. As imagens acima, é apenas um exemplo de vários na região. Hoje, na maioria da escolas de ensino fundamental, possuem suas roças. Na Pamáali os próprios alunos fazem todo o processo, até ao processamente da mandioca. Na Paraattana, a escola tinha sua própria roça (quando passei pouco tempo lá). Em Vista Alegre, os pais estão presentes sempre nas atividades da escola.

Criação de peixes também já praticado por algumas escolas, como por exemplo, a Maadzero. A escola hoje tem um viveiro de peixes. Que quando necessário, professores e alunos decidem o dia para pegar aluns peixes. Criam alevinos de peixes na própria região, produzidos na Estação de Piscicultura EIBC, no médio Içana. É um fenômeno que vem crescendo ao longo desses últimos anos.

Além de preparar e dar suas aulas. Os professores também acompanham os alunos nas atividades na roça. Enquanto a merenda não chega, tem uma mojeca garantida..

Anúncios

Uma resposta em “Escolas Baniwa em busca de sustentabilidade

  1. E quem disse que a roça também não é sala de aula, né? Sala de aula roça, sala de aula igapó, sala de aula capoeira, sala de aula…assim se vai construindo um ensino verdadeiramente diferenciado nas escolas Baniwa-Coripaco do Içana…

    Esse seu Blog também é uma sala de aula para nós Ray. Parabéns!

    Abração
    adeilson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s