Movimento Indígena do Rio Negro faz parceria com a Embaixada Noroeguesa para seu fortalecimento e consolidação.

A Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro-FOIRN, recebeu na semana passada, representantes da Embaixada Noroeguesa. O objetivo da visita foi fechar uma parceria, que tem como objetivo fortalecimento do Movimento Indígena do Rio Negro. Quem conta como foi a visita é o Max, como é mais conhecido, o Maximiliano Correia Menezes, Tukano, diretor da FOIRN que representa as regiões do Baixo Waupés e Tiquié.

Durante a conversa o Max, disse que a FOIRN não consegui fazer suas articulações junto com as associações por falta de recursos financeiros. “Não conseguimos viajar na região ou as coordenadorias não conseguem articular suas regiões por falta de recursos financeiros. E com essa parceira que acabamos de assinar, será importante para voltarmos a fazer aquilo que a FOIRN conseguia fazer alguns anos atrás”-explica.

Patrícia e Kristian Bengston, acompanhados pelo Luciano Padrão, chegaram em São Gabriel no dia 6 maio. Durante o período (06 a 12/05),  em que estiveram na cidade, conheceram, os setores da FOIRN, a Casa de Produtos Indígenas do Rio Negro-Wariró, a Sede do Instituto Socioambiental-ISA e ainda conheceram algumas comunidades próximas.

Comunidades próximas de São Gabriel recebem os visitantes com dabucurí.

A equipe acompanhada pelos diretores Abraão, Irineu, Erivaldo e Maximiliano e equipe de comunicação da FOIRN, os representantes visitaram as comunidades Ilha das Flores, São Jorge e Escola Korica na foz do Curicuriarí (abaixo de São Gabriel).  “Fomos bem recebidos com dabucurí e apresentações. Isso demonstra que nós povos indígenas do Rio Negro ainda vivemos nossa rica cultura milenar”.

Para chegar à comunidade Ilha das Flores, foram organizados dois botes (barco de alumínio) e subir o Rio Negro, numa distancia aproximada de uma hora e meia de viagem como motor 40hp. Para conhecerem a realidade do povo, a cultura e suas vivências foram conhecer o cacurí, armadilha de pesca, instrumento muito usado na região.

Depois, desceram para o rio abaixo visitar algumas comunidades e uma escola. Durante essa viagem, os visitantes ouviram e falaram da visita e dos seus objetivos, e o que essa parceria representa para o movimento indígena do Rio Negro. Nas noites em que estiveram nas comunidades, receberam homenagens e ainda experimentaram danças tradicionais e comidas regionais. Segundo o Max, o objetivo dessas visitas nas comunidades, é para os representantes conhecerem de perto a realidade das comunidades e dos povos que vivem na região. “A visita nas comunidades serviu para os visitantes conhecerem a cultura e a realidade dos povos que vivem nessa região”.

Depois da realização dessas visitas a equipe voltou para a cidade e continuar a programação interna da visita, como reunião entre as instituições que participam dessa visita.

Parceria estabelecida representa fortalecimento e consolidação do Movimento Indígena do Rio Negro.

Com a parceria assinada durante essa visita, representa fortalecimento do Movimento Indígena do Rio Negro. De acordo com a avaliação do Max sobre a situação atual, é por falta de recursos financeiros que muitas atividades não estão sendo feitas, como por exemplo, a paralisação da articulação nas comunidades. “Com a parceria que a assinamos (FOIRN) na semana passada, significa fortalecimento da FOIRN, Coordenadorias e associações de base, ou seja, do Movimento Indígena do Rio Negro. Com essa parceria poderemos aumentar nossa capacidade de articulação juntos com as comunidades, através das coordenadorias”.

Em específico, a FOIRN em breve com essa parceria terá a sede reformada e ampliada e aquisição de novos equipamentos necessários para a realização das atividades. E terá recurso para a articulação das coordenadorias nas suas regiões (são cinco coordenadorias).  Que conseqüentemente representará o fortalecimento das associações de base da federação.

Sons de flautas tradicionais e sabores da região fecham a visita dos representantes da embaixada.

Para fechar com chave de ouro, foi realizado uma cerimônia de encerramento na maloca da FOIRN com direito a som das flautas tradicionais e danças do Povo Tuyuka. Aonde os visitantes deram suas palavras de agradecimento e considerações finais. Os diretores da FOIRN também agradeceram os visitantes pela visita e pela parceria consolidada, quem já vinha há algum tempo sendo construída, como a representante da embaixada disse numa de suas falas, “Finalmente, estamos concretizando uma parceria, que já estamos namorando há algum tempo”.

Na ocasião, os visitantes receberam da diretoria um kit de produtos (publicações) da FOIRN como livro “Cachoeira das Onças”, Mapa da Região do Alto Rio Negro e  camiseta institucional.

Para finalizar foi feito uma janta com comidas típicas preparadas pela  Dona Brazi, conhecida pelas suas formigas, que já é reconhecida internacionalmente pelos sabores de seus pratos. Participaram todas as atividades, diretoria da FOIRN, Beto Ricardo- Coordenador do Programa Rio Negro do ISA e algumas pessoas das comunidades próximas.

Fotos: Jiomara Trindade/Comunicação FOIRN

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s