O que temos? E O que queremos?

Professores Cursistas do Magistério Indígena II discutiram durante 3 dias a formação, amarrando propostas para melhorar as próximas etapas (foto: Daniel Baniwa)

  Seminário de Avaliação do Magistério Indígena de São Gabriel da Cachoeira, aconteceu na Maloca da FOIRN, entre os dias 25 a 27 de julho. 

Durante três dias de discussões, debates e avaliação do Curso de Formação de Magistério Indígena II, como curso de Formação de Professores Indígenas do Município de São Gabriel da Cachoeira. O objetivo foi de avaliar a educação Escolar Indígena na região, visando buscar novos caminhos a partir das experiências que já foram experimentadas nos últimos anos.  Para isso, a SEDUC em parceira com a SEMEC,  organizadoras do seminário reuniu mais de 400 professores indígenas e representantes de instituições responsáveis pela educação, como Ministério da Educação (Gersen Baniwa).

O primeiro dia do seminário foi exclusivamente para  apresentação de palestras as várias legislação que ampara a educação escolar indígena, nas esferas  federal, estadual e municipal.  Como Legislação Brasileira – As Bases Legais que amparam a Educação Escolar Indígena, pelo Amarildo Munduruku e Ely Macuxi- Presidente do Conselho Estadual de Educação Escolar Indígena- CEEI-AM. Educação Indígena e Educação Escolar Indígena- Educação nas Comunidades Indígenas- O Papel do professor Indígena com as escolas e com a comunidade, com Domingo Sávio do CINEP. Política Educacional para as Comunidades Indígenas- A importância da escola nas comunidades Indígenas- As experiências de outros estados brasileiros voltados à formação do Magistério Indígena, pelo Gersen Baniwa – CGEEI/MEC.

O segundo momento dos ciclos de apresentações foi o relato da  Cristina Soares Gestora da Escola Municipal Dom Miguel Alagna e Edneia Pimenta, Gestora da Escola Estadual Irmã Inês Penha sobre a situação atual dos alunos oriundos das comunidades nas escolas da cidade, como as dificuldades dos professores em sala de aula para alfabetiza-las, as alternativas da escola (da cidade) para suprir as deficiências das dificuldades dos alunos vindos das comunidades e as propostas metodológicas apontadas aos professores indígenas para melhorar o ensino-aprendizagem dos alunos. Após a cada palestra foram feitos alguns questionamentos e debates sobre os assuntos tratados nas palestras.

GT de professores do Pólo Nheengatu durante o seminário (Foto: Daniel Baniwa)

O segundo dia começou com os GTs formados por regiões lingüísticos da região, cada grupo divido em três grupos, buscando responder ou subsidiar as discussões nos GTs em busca de apontamentos para as questões: 1)- De que forma a legislação que ampara a Educação Escolar Indígena poderá fortalecer a prática nas escolas das aldeias/comunidades? 2)- Como a Educação Indígena e a Educação Escolar Indígena poderão estar evidenciadas no Projeto de escola indígena em São Gabriel da Cachoeira? 3)- Que alternativas podem ser trabalhadas para que a atual Política Municipal de Educação atenda às necessidades e demandas da Rede Escolar das Comunidades Indígenas visando `a qualidade de ensino nas suas escolas? Os resultados dos GTs foram apresentados por cada grupo. Pela parte da tarde,  as palestras foram continuadas com a apresentação das experiências dos Projetos de Formação de Professores Indígenas, o Magistério Indígena II de São Gabriel da Cachoeira e Programa de Formação de Professores ndígenas em Magistério- Projeto Pirayawara pela Alva Rosa e Neide Maria da SEDUC/GEEI.

Atividades em grupo: 1)- As informações teóricas e a metodologia de ensino aplicadas durante as etapas do curso de Formação de Professores Indígenas, atende as necessidades pedagógicas da sua escola, e auxiliam sua prática docente? 2)- Os conteúdos/problemáticas apresentados correspondem a realidade de cada comunidade? 3)- Apresente propostas que possibilitem a sua aplicabilidade nos próximos Programas de Formações de Professores Indígenas, visando às particularidades de cada aldeia/comunidade.

Nas 27 páginas do documento final, foram amarradas as propostas geradas através dos  GTs. Que serão importantes para mellhorar o curso de formação dos professores indígenas do Alto Rio Negro. Na avaliação do seminário secretaria municipal e SEDUC se comprometeram em realizar a próxima e ultima etapa do curso nos meses de janeiro e fevereiro de 2012.

O documento final está disponível para interessados (enviar e-mail para mim, se quizer ter o documento).

Anúncios

4 respostas em “O que temos? E O que queremos?

  1. Pingback: SEMINÁRIO: MAGISTÉRIO INDÍGENA DE SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA ACONTECEU NA MALOCA DA FOIRN « Escola Pamáali

  2. Olá Benjamin, sou Danielle Nazareno, estou residindo em São Gabriel da Cachoeira há mais de um ano, desenvolvendo na região uma iniciativa própria de inclusão audiovisual, tenho formação na área, preciso do teu apoio para me direcionar essa prática da cultura do audiovisual para os jovens e adultos que também é uma pesquisa de campo que estou fazendo para o meu projeto de mestrado.

    esse é meu blog: inclusaoaudiovisualsgc.blogspot.com
    vamos nos falar, se tiver interesse é claro.
    estou a disposição.
    abraço

    • Olá Danielle tudo bem? Antes de responder seu comentário ainda tive tempo de passar no seu blog, que achei ótimo. E achei legal o trabalho que você desenvolve com os jovens. E podemos conversar sim, para uma possivel colaboração.

      Valeu pela visita.

      Abraços!

  3. Oi Ray , se vc puder me mandar o relato na íntegra daquele seminário de julho passado, do magistério indígena II, me interessaria!! Vc saberia me dizer rapidamente… em que ano esse magistério II começou, e quando aconteceram as etapas (para saber mais claramente das interrupções que teve, e seus motivos)… se vc tiver essas informações fácil, agradeço muito !! Flora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s