Kalidzamai na Pamáali durante a V Formatura.

Imagem

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Jovens Baniwa e as novas tecnologias.

Jovens Baniwa conectados com o mundo, através da internet (wi-fi na Pamáali). Foto: Ray Benjamim/EIBC

Escola Pamáali se prepara para a semana de eventos e formatura.

Faltam apenas algumas semanas para chegar a semana de formatura, os preparativos para o evento já começaram. Foto: G. Pereira.

Com pouco menos de três semanas para o inicio da sequência de eventos que será fechado com a grande festa de formatura da V turma da escola no dia 15/12, a escola Pamáali desde a semana passada começou a se organizar e fazer os retoques necessários. Reformas do palco dos eventos, a quadra-praça Pamáali já está praticamente concluída.

Os ensaios de danças tradicionais contará com a presença de alguns sábios e colaboradores com a escola. O que vem sendo feito desde 2004, quando foi realizada a primeira festa de formatura.

Será a primeira vez que a EIBC-Pamáali, localizado próximo a comunidade de Tucumã Rupitá, irá sediar três importantes eventos.  Serão realizados em sequência a partir do dia 12/12 a  Assembleia Geral da Organização Indígena da Bacia do Içana – OIBI, Assembleia Geral da Associação do Conselho da Escola Pamáali- ACEP nos dias 13 e 14/12 e para fechar a semana, nada melhor que a V formatura da EIBC no dia 15/16.

A partir da semana que vem serão iniciados postes especiais sobre esses eventos, onde serão contado um pouco da trajetória de alguns jovens que estão chegando à primeira conquista e para alguns, mais uma. São 24 alunos de ensino fundamental e 10 de ensino médio.

São esperadas mais de 300 pessoas para esses eventos. As duas grandes assembleias terá como uma das pautas a eleição de nova diretoria. Atualmente (desde 2009) a diretoria da oibi é: Mario Farias – Presidente, Wilson Júlio – Vice-Presidente, Armindo Brazão – Tesoureiro e Paulo Farias – Secretário. Em 2011, na Assembleia de Comemoração de 10 anos, pelo afastamento do presidente eleito em 2009, houve a eleição da nova diretoria da ACEP, portanto, os diretores atuais são: Juvêncio da Silva Cardoso – Presidente (professor da EIBC), Alfredo Feliciano Brazão – tesoureiro (professor da EIBC) e  Raimundo Benjamim (eu)- secretário (professor da EIBC).

Enquanto a data não chega, alunos e professores estão fazendo as tarefas e obrigações. Monografias, ensaios (danças e cantos) e atividades de campo passaram a ser as atividades diárias da escola desde a semana passada.

Na Formatura serão apresentadas danças tradicionais, e a cerimônia de Kalidzamai. Na imagem mestre Samuel da Silva (em memória), na formatura de 2007. Foto: Acervo EIBC.

Escola Pamáali inicia atividades a partir de 20 de março.

Escola Pamáali (foto: Acervo EIBC).

A Escola Pamáali depois de meses em recesso, está de volta às atividades nesse ano. Desde de passarem nos cursos de formação, a partir de 20 de fevereiro foi realizado a reunião de planejamento e a entrega de documentação para a secretaria municipal.

Quase pronto pra começar! Apenas alguns retoques no planejamento para o inicio das atividades neste ano que promete muito. Professores confirmados para ensino fundamental são: Juvêncio Cardoso, Alfredo Brazão, Tiago Pacheco, Cleunice Apolinário, Abraão Mendes e Raimundo Miguel (eu) para coordenar a turma. Desafios enormes! Professores para ensino médio serão confirmados ainda nessa semana.

Pitsiro Pamáali de volta!

Foto: reprodução da página inicial do Pitsiro Pamáali

Pessoal, depois de alguns anos sem o informativo, no ano passado (2011), montei uma equipe de comunicação para a Escola Pamáali com objetivo de  movimentar e gerar conteúdo para os meios de divulgaçãoEIBC (boletim, redes sociais e nos blogs), como de outras escolas da região do Içana.

Um dos resultados de trabalho dessa equipe e dos professores da escola é esta edição do Pitsiro Pamáali, que é um boletim que nasceu há algum tempo atrás, da oficina de Comunicação e Jornalismo, ministrada pela jornalista Andreza Andrade (ISA). Depois de circular apenas um ano, e com a minha saída da escola Pamáali, não deu continuidade…E neste ano, graças a colaboração da coordenação e apoiadores conseguimos trazer de volta. E estará circulando nas comunidades Baniwa e Coripaco a partir da segunda semana de março.

Para ler, comentar e baixar o Pitsiro Pamáali para seu computador clique aqui.

Imagens da Escola Pamáali: Boas lembranças.

Alunos da Escola Pamáali, turma novata de 2011, eu no meio (foto: Acervo OIBI)

Estava chegando na escola,  meu primeiro ano. Estava apenas começando minha história: eu e a Pamáali que escreví para comemorar os 10 anos da Escola Pamáali.

Já estou de volta na Escola Pamáali

Vista aerea da Escola Pamáali (foto: Iirineu L)

Agosto. Mês marcado para voltar para a Escola Pamáali. Saudades….Depois de dois meses fora, além de mim, outros professores e alunos chegaram na escola ontem, 16.  A viagem foi ótima. Muito sol e muita chuva. Não poderia ser diferente. É o Içana. Pelo menos, já me acostumei com isso ao longo desses anos.

Aqui na Pamáali as atividades ainda não começaram oficialmente. A abertura da etapa acontece amanhã.  E aos poucos, a escola volta ao seu cotidiano. Aulas, atividades e muitas atividades. Nessa segunda etapa muita coisa vai acontecer.. Oficinas, viagens, visitas estão previstas. E a minha missão é que manter a todos os que acompanham o nosso trabalho, da escola informados e atualizados sobre os acontecimentos. Neste blog e da escola Pamáali.

Então, é nada mais do que renovar nossos laços de amizade e companherismo. Um convite para continuar visitando os blogs e divulgá-los aos amigos e conhecidos.  É sempre gratificante receber visitas e comentários de vocês que nos acompanham. Então, o convite tá feito, vamos nessa!! Muitos desafios nos aguardam.

Abraços a todos!

Lideranças que foram importantes no sucesso da Escola Pamáali foram homenageadas no evento de 10 anos.

Alunos, professores e participantes do evento de comemoração homenagearam as pessoas chaves dos 10 anos da escola (foto: Cida Paiva)

A história de luta e revindicação de uma escola que seja mais próximo da realidade das comunidades e dos Povos Baniwa e Coripaco vem bem antes mesmo dos 10 anos comemorados no evento que aconteceu na Pamáali no final de maio deste ano. Segundo as narrativas dos principais líderes na discussão, implantação e implementação da escola Pamáali, começou significavelmente a partir da criação da Organização Indígena da Bacia do Içana, em 1992.

Segundo o Sr. Roberto Paiva apenas um grupo de pessoas começaram a idealizar a construção de uma escola que precisavam para seus filhos. “Nós éramos apenas umas 3 a 4 pessoas pessoas quando começamos a pensar a escola”-disse no seu discurso na assembléia de 10 anos.  Anos seguinte, com a realização dos grandes encontros de educação na bacia do Içana, mais pessoas começaram a fazer parte da equipe de “pensadores”. E mais tarde, com o apoio de parceiros externos.

No evento várias pessoas que participaram diretamente de alguns momentos importantes da história da escola estiveram presentes. Outros, não estiveram. Mas, nada impediu que fossem lembrados e homenageados. Entre os destacados foram: Beto Ricardo – Instituto Socioambiental/ISA, Antônio Amaro – Ancião da comunidade Ambaúba, considerados um dos principais responsáveis pela implantação (abertura do local) e Tito Benjamim- pai de aluno e ex-presidente da ACEP.

E foi feito uma homenagem especial como um minuto de silêncio ao  Guilherme Fernando (Professor de Recursos Pesqueiros)  e  um aluno da comunidade Arapaço, hoje  falecidos.