Jovens Baniwa e as novas tecnologias.

Jovens Baniwa conectados com o mundo, através da internet (wi-fi na Pamáali). Foto: Ray Benjamim/EIBC

Anúncios

+ jovens Baniwa na web

Jovens Baniwa, alunos da Escola Pamáali que participaram da Oficina Comunicadores da Pamáali

Como já escreví em outro post neste blog, a presença e a crescente chegada de novas tecnologias como computadores, câmeras digitais e a internet nas comunidades indígenas, em especial, no Alto Rio Negro, Amazonas, nos leva a preocupar na formação destes jovens no bom uso destas ferramentas. E vem sendo discutido em vários lugares por indígenas e outros estados deste país. Participei uma discussão sobre o tema, em São Gabriel, durante um seminário promovido pelo Instituto Socioambiental. 

A internet já se encontra presente em várias comunidades e terras indígenas do Brasil. No Alto Rio, em São Gabriel da Cachoeira há pontos de acesso gratuitos (Pontos do GESAC), onde além de jovens da cidade, os que chegam das comunidades também passam para entrar no mundo virtual.  Na região do Içana, são 4 pontos de acesso, dois em pelotões de exercito (Tunuí Cachoeira e São Joaquim) e dois em escolas (Escola Pamáali e Assunção do Içana/Kariamã). Nesses locais, os mais presentes são os jovens, com conhecimento e outros nem tanto, mas, curiosos..

A escola Pamáali apesar das dificuldades quem tem enfrentado em relação a disponilidade de energia ou problemas de internet que acontece ou que já aconteceram, tem sido um dos pontos onde os jovens vindos de várias comunidades tem tido a oportunidade de conhecer a internet e o uso do computador, através de aulas de informática básica e oficinas de formação em temáticas escolhidas pelos próprios alunos, a partir de suas necessidades e curiosidades.

Como descreví no post anterior, nessa semana, aconteceu mais uma oficina, chamado de “Comunicadores da Escola Pamáali”, destinado a um grupo pequenos de alunos, que irão fazer parte da equipe de comunicação da escola. Responsável pela divulgação das notícias da escola pela web e por meio impresso (boletim informativo). Que últimamente tem passado por dificuldades devido falta de pessoal para cuidar e fazer essas atividades. Com essa turma, as atividades estarão voltando a acontecer e as atualizações das notícias serão feitas com mais frequência tanto na web e nas comunidades Baniwa e Coripaco.

A equipe na foto acima são os jovens que a partir de agora começarão a estar presentes na web nas redes sociais e enfim….no mundo virtual.

Estou na oficina com um grupo de jovens estudantes da Escola Pamáali

Começou na segunda-feira, 22. A Oficina: Comunicadores da Escola Pamáali vai até na sexta-feira, 26. Participam seis alunos do ensino fundamental e ensino médio. Nomes: Auxiliadora, Rosimeri, Valdecy, Edson Farias, Miler Alex e Ismael ou Branco, como é mais conhecido. Desde as noções da produção de notícias (textos jornalisticos) ao uso das redes sociais, usados pela Escola Pamáali.

A proposta é levar a esses alunos a participarem ativamente a produção de conteúdos para os canais de comunicação da escola e para o uso pessoal também. Iniciamos conhecendo os conceitos e teorias de comunicação. Cada dia é um assunto diferente. E sempre enriquecendo o dia com as produções, como produção de textos e elaboração de perguntas para as entrevistas, com professores e colegas de estudos.

Incialmente, as entrevistas e os textos produzidos estão postos no Painel de Notícias da Escola, que fica a frente da casa de administração. Onde todos passam para ler as notícias (alunos, professores e visitantes). E depois, serão pendurados no blog da escola e também neste blog. Até na sexta-feira, último dia da oficina muita coisa será produzido pela equipe. E aos poucos começarão a fazer parte da equipe de comunicação da escola, que é onde pretendemos chegar.